Notícias Notícias

Voltar

Aparelho desenvolvido na UFPE monitora pacientes com suspeita de Covid-19

O Sistema de Monitoramento em Saúde foi concebido sob coordenação do professor Marco Aurélio Benedetti

Um grupo de pesquisadores, entre professores e estudantes vinculados ao Grupo de Pesquisas de Engenharia Biomédica do Departamento de Eletrônica e Sistemas da UFPE, desenvolveu um aparelho capaz de medir o nível de oxigênio, a temperatura e o batimento cardíaco de pacientes, indicadores esses que possibilitam o diagnóstico do Covid-19. O equipamento, que consiste em um clip e um software, atende a uma demanda da Secretaria Estadual de Saúde e foi produzido em dez dias.

O Sistema de Monitoramento em Saúde, concebido sob coordenação do professor e pró-reitor de Comunicação, Informação e Tecnologia da Informação Marco Aurélio Benedetti, detecta os sinais a partir de um clip afixado ao dedo do paciente e esses dados são enviados a um terminal para alimentar um mapa georreferenciado. A partir da análise das informações, o médico especialista pode identificar o estado e localização de quem está sendo monitorado. “O aparelho, que favorece a triagem de paciente a partir dos sinais vitais, também emite alarmes indicando o agravamento do quadro da doença”, destaca Benedetti.

O projeto, que conta com parceria de professores do Laboratório de Imunopatologia Keizo Asami (Lika) da UFPE e do Instituto para Redução de Riscos e Desastres de Pernambuco, da UFRPE, está em fase requisição de patente e os profissionais envolvidos estão em busca de parcerias para viabilizar sua produção em grande escala. Segundo Benedetti, o equipamento possibilita que o paciente com sintomas leves que podem ser confundidos com provocados pelo Covid-19 seja monitorado a distância o que libera as unidades de saúde e seus profissionais para focarem nos casos confirmados da pandemia.

Na prática, o Sistema de Monitoramento em Saúde vai ser aplicado da seguinte maneira, segundo o professor Marco Aurélio Benedetti: “Após o atendimento médico na unidade de saúde, se o paciente não apresentar quadro evidente de contaminação pelo Covid-19 ele recebe o equipamento que é acoplado ao seu celular e é liberado para casa, de onde seus dados passam a ser monitorados a distância; em caso de os sintomas se agravarem, o especialistas é alertado e o paciente é chamado de volta ao hospital”. Outra facilidade que o sistema propicia é o fato de o mapa georreferenciado poder evidenciar as áreas onde a contaminação aumenta ou cede e, assim, viabilizar ações focadas pelo poder público", acrescenta o professor.

Mais informações
Professor Marco Aurélio Benedetti

marco.rodrigues@ufpe.br

Data da última modificação: 07/04/2020, 17:59

Contato Contato

Secretaria

UFPE - Universidade Federal de Pernambuco CTG - Centro de Tecnologia e Geociências / Escola de Engenharia de Pernambuco Rua Av. da Arquitetura, s/nº CEP - 50740-550

(81) 2126 8200 / 2126 8700
Para alunos - formulário

Localização Localização